6 Dicas para manter a saúde mental

Segue-nos

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Pinterest

SONHADORES PRATICANTES

Questões? Parcerias?

geral@soloadventures.pt

6 Dicas para manter a saúde mental

October 10, 2018

Para os mais distraídos dou o alerta que à data que publico este artigo celebra-se mundialmente o Dia da Saúde Mental - 10 de Outubro. Agora, para todos/as sejam distraídos/as ou não, esta efeméride não podia passar em branco aqui pelo Solo Adventures. Como tal deixo algumas dicas que cada um de nós deve introduzir na sua vida privada de modo a garantir uma saudável manutenção mental, seja no trabalho ou na vida em geral.

 

 

 

 

Saúde Mental - O que é? Sem clichés, estigmas e/ou piadas:
 

"O estado de bem-estar no qual o indivíduo realiza as suas capacidades, pode fazer face ao stress normal da vida, trabalhar de forma produtiva e frutífera e contribuir para a comunidade em que se insere."
(Organização Mundial de Saúde - OMS, 2002)

 

Saúde é comummente encarada como a parte física dissociada da mental, mas tal não está correcto. A OMS define-a como "um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de afecções e enfermidades".

 

Há que distinguir dificuldades que advêm de ocorrências na nossa vida - sejam de perda, discussões e outras que nos deixam num estado emocional/ mental mais susceptível, do que realmente é uma doença mental. Contudo, procurar aconselhamento seja numa primeira fase junto dos amigos e/ou familiares mais próximos, mas principalmente de profissionais não deve ser descurada. Ninguém é mais ou menos forte.

 

Queres saber mais sobre a Saúde mental? As Nações Unidas dão-te as informações que precisas aqui.

 

 

Saúde mental na vida privada

 

Mudanças repentinas, ser alvo de algum tipo de discriminação e/ou exclusão social, viver um estilo de vida não tão saudável, ter desafios de saúde físicos... tudo isto contribui naturalmente para uma saúde mental agravada. Quantos de nós vivem com ataques de ansiedade, pânico, picos de stress que os levam ao choro ou que nos deixam num estado de apatia?

 

Não vou dizer que vai ser fácil. Mas posso dizer que vale sempre a pena tentar.

 

Dicas das minhas:

  1. Organiza o teu dia para que consigas ter um momento para meditares -como?  Eu uso uma app, o Inside Timer recomendado por uma amiga, mas existem outros em inglês ou português;

  2. Aumenta o teu tempo offline, gerindo melhor quanto gastas no tablet, smartphone, portátil, smartwatch e por aí fora. Não consegues sozinho/a? Experimenta a app Moment. Se a tua desculpa forem as publicações que tens de colocar no ar? Então tens o Hootsuite;

  3. Tira tempo para ti. Coloca-te como prioridade. Ninguém aguenta muito tempo a dar tudo aos outros e nada a si. Cultiva inteligência emocional. Queres um buddy de self-care? Recomendo o Aloe Bud.

 

 

Saúde mental no local de trabalho

 

Stress, ansiedade, mil deadlines, burnout?

É importante que os empregadores comecem a investir em iniciativas internas que foquem na promoção da saúde mental dos seus colaboradores. Enquanto a tua empresa implementa isso (se não tiver, sugere aos recursos humanos! alguém tem de ser o primeiro a destacar a sua importância, nem que saques da carta "produtividade" como uma das plausíveis justificações) indico-te algumas dicas que funcionam para mim e certamente mais milhões.

Para saberes um pouco mais sobre produtividade, horas de trabalho e burnout mundial dá uma vista de olhos nisto e isto.

 

Outro ponto a não esquecer, mas bastante válido neste puzzle que é a saúde mental de cada um:

Se te encontras desempregado/a, in between jobs , também o stress da procura incessante por uma oportunidade podem elevar os níveis de ansiedade que te deixam mentalmente menos forte. Também para ti as dicas que apresento neste artigo podem fazer sentido, só tens de aplicar as que te parecem mais fáceis de implementar a curto prazo.

 

Dicas das minhas:

 

  1. Mindfulness,“atenção plena no momento presente, sem julgamento” (queres explorar mais? aqui e aqui)

  2. Playlist no Spotify ou Youtube- felizmente no meu trabalho posso estar pontualmente de auscultadores nos ouvidos e de facto é algo que me ajuda a concentrar enquanto trato das tarefas diárias e assuntos urgentes. Tenho uma playlist para mim (que posso partilhar se quiseres), mas podes pesquisar muitas mais através das palavras-chave: "meditation", "work", "anxiety, "concentrate". Ou então cria a tua playlist com as tuas músicas preferidas;

  3. Gestão de prioridades usando a ferramenta do quadrante - falei dela no meu artigo "Manual para a mudança I"

 

 

Conheces alguém que precise imediatamente de ajuda?
 

APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima - 707 200 077 

 

Conversa Amiga – 808 237 327 (chamada local)

Apoio, orientação e formação. Todos os dias das 15h às 22h

 

SOS Estudante – 96 955 45 45 ou 808 200 204 (das 20h à 1h, chamada local)
Apoio emocional e prevenção do suicídio


Telefone da amizade – 228 323 535
Apoio em situações de crise pessoal e suicídio das 16h às 23h


S.O.S. Adolescente - 800 202 484 

Linha SOS Palavra Amiga -  232 42 42 82 
Todos os dias, das 21 à 01 horas;


Centro SOS-Voz Amiga: ajuda na solidão, ansiedade, depressão e risco de suicídio 
Telef.: 21 354 45 45 - Diariamente das 16 às 24h
Telef.: 91 280 26 69 - Diariamente das 16 às 24h
Telef.: 96 352 46 60 - Diariamente das 16 às 24h
website: www.sosvozamiga.org

 

Linha Telefone amigo - 239 72 10 10 
Todos os dias, das 17 à 01 hora 


Linha Telefone Amizade - 800 205 535 
De segunda a quinta, das 16 à 01 hora 
Sexta e Sábado, das 19 às 21 horas 

 

 

Boas Aventuras Saudáveis,

Solo Adventurer Joana

 

Partilha este artigo

Please reload

Artigos Relacionados

Please reload

Artigos Recentes

Responde a esta 💭Recolha de Sonhos #GivingTuesday

#GivingTuesday, vamos ampliar a solidariedade e celebrar a doação

Cláudia, as lições de quem vive contra o femicídio

1/1
Please reload