top of page

Dia Mundial da Saúde

O ser humano tem direito à saúde.


Diz-nos a Declaração Universal dos Direitos Humanos que “Toda a pessoa tem direito a um nível de vida suficiente para lhe assegurar e à sua família a saúde e o bem-estar, principalmente quanto à alimentação, ao vestuário, ao alojamento, à assistência médica e ainda quanto aos serviços sociais necessários, e tem direito à segurança no desemprego, na doença, na invalidez, na viuvez, na velhice ou noutros casos de perda de meios de subsistência por circunstâncias independentes da sua vontade”.


Mas, o que é a saúde?


Apesar da evolução da sociedade, vivemos numa era onde a qualidade de vida das pessoas é reduzida. A carga de trabalho é maior, o stress e a ansiedade são uma constante na vida, acabando por ter consequências graves. Não há um equilíbrio vital que permita assegurar uma boa qualidade de vida.


A Organização Mundial da Saúde define a saúde como um estado de bem-estar físico, mental e social por completo, e não apenas a ausência de doença ou doenças.



A saúde física abraça todo o teu corpo em geral face a doenças. Uma pessoa saudável não possui doenças e tem um metabolismo em bom funcionamento.


Já a saúde mental é o alicerce do bem-estar geral. Refere-se ao bem-estar emocional e psicológico, à qual podes utilizar todas as capacidades cognitivas e emocionais, desenvolver-te socialmente e resolver os problemas do quotidiano.


Por fim, a saúde social. Está ligada à capacidade que tens em interagir com as outras pessoas que te rodeiam, e conseguires prosperar em ambientes sociais. A saúde social é muito importante para o teu bem-estar social, enquanto indivíduo.


Estes três tipos de saúde, quando alinhados constituem a vitalidade de uma pessoa.

Dia Mundial da Saúde


Hoje, celebramos o Dia Mundial da Saúde.


Hoje, mais do que nunca, devemos refletir na possibilidade de termos acesso à saúde, e gratuitamente. Quando muita gente não consegue, sobretudo, em países menos desenvolvidos.


Este dia é celebrado todos os anos, no dia 7 de abril. Este, também, é o dia da fundação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Foi em 1948, que vários países em redor do mundo se juntaram e deram origem à OMS.


O objetivo?


Simples. O objetivo era (e continua a ser) defender e promover a saúde, tornando um mundo mais seguro, para que todos possam ter um nível alto de saúde e bem-estar.


Há 75 anos, a OMS já se mostrava preocupada em garantir boas condições de saúde para toda a população mundial. Hoje, continua empenhada na sua missão.


A Organização Mundial da Saúde relembra-nos o sucesso da saúde pública que, ao longo das últimas 7 décadas, melhoraram a qualidade de vida. Relembra-nos, também, a necessidade de enfrentar os desafios da saúde de hoje e do futuro.


Vale relembrar um dos muitos sucessos da OMS. Entre 1973 e 1978, a OMS atribuiu a certificação de erradicação da varíola a 46 países. Em 1980, a varíola humana foi erradicada em todo o mundo!


Como podes promover a tua saúde?


Atingir o estado pleno e saudável dos três tipos de saúde pode ser algo difícil. Mas, na verdade, não se trata disso. A redução de riscos é possível através da adoção de estilos de vida saudáveis e de comportamentos que ajudam na prevenção da doença.


1- Ter uma alimentação saudável

É crucial ter uma alimentação adequada, sempre na companhia de água. É importante equilibrar a inserção de fruta, vegetais, alimentos de origem animal ou vegetal. O abuso do álcool deve ser tido em conta.


2- Fazer exercício físico

Uma boa alimentação equilibrada com exercício físico, já é meio caminho andado para uma boa saúde. É recomendado, pelo menos, 30 minutos de exercício diário. O exercício faz bem ao nosso corpo, mente e alma. Seja andar de bicicleta, uma caminhada junto à praia ou até o ginásio, deve estar no topo de prioridades para a promoção da saúde. O exercício físico é um aliado no combate à ansiedade e stress.




3- Adotar uma boa noite de sono

Uma boa noite de sono é fundamental para um bom funcionamento do motor humano. É recomendando, em média, de 7 a 8 horas de sono por noite. Afastar os ecrãs antes de ir dormir, relaxar o corpo e mente, não ir dormir tardiamente são alguns hábitos que podes adotar.


4- Cuidar da saúde mental

Sentires-te bem contigo próprio é essencial para uma boa autoestima, autoconfiança e amor-próprio. Sempre que te sentires cansado ou esgotado, pára um pouco e descansa. Desacelera o ritmo. E mais importante, não tenhas receios ou vergonhas em pedir ajuda. A tua saúde mental importa.




5- Promover a literacia em saúde

Há conhecimentos que salvam vidas. Os profissionais de saúde são precisos na sociedade e excelentes na promoção da saúde. Porventura, nem sempre é fácil dar resposta imediata a milhares de casos, sobretudo, quando se fala na quebra do serviço nacional de saúde.

Por esta razão, é importante fomentar o conhecimento nos cidadãos. Até porque, cidadãos informados sobre a saúde têm uma maior capacidade em obter, processar e entender as informações básicas de saúde, para utilizarem os serviços e tomarem decisões adequadas de saúde.


Mais literacia, mais saúde!


Porque ela importa!

E tu, também.






0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page