top of page

Dia Mundial do Refugiado

Fotografias chocam. Notícias sensibilizam. Textos de lamentar inundam as redes sociais. Mas nada disto é suficiente. É necessário agir.


Refugiados são pessoas como nós. Como eu e como tu. E, por isso, devemos respeitar e ajudar. Porque hoje são eles, amanhã podemos ser nós


Hoje, celebramos o Dia Mundial do Refugiado. Porém, ainda há um longo caminho a percorrer.


crianças num campo de refugiados

O que é um refugiado?


Um refugiado é uma pessoa que foi obrigada a sair da sua casa, à procura de acolhimento, proteção e segurança fora do seu país (ou não). As causas da fuga de milhares de pessoas são a guerra, a violência, a pobreza e as alterações climáticas. Seja por terra ou por mar, muitos arriscam a vida à procura de um lugar seguro, frequentemente enfrentado condições desumanas e traficantes sem escrúpulos.


O desafio que surge não é simples, mas tem de ser aceite: acolher as pessoas que chegam até nós, sem julgamentos e preconceitos. Porque hoje são eles, amanhã somos nós.


Dia Mundial do Refugiado – o que é?


O Dia Mundial do Refugiado foi instituído pelas Nações Unidas em 2000 e é celebrado anualmente a 20 de junho. Este dia tem como propósito celebrar a força e a coragem das pessoas que são forçadas a deixar a sua casa devido a conflitos e outras inseguranças.


No final de ano 2023, estimava-se cerca de 117,3 milhões de pessoas forçadas a sair da sua casa devido a perseguições, violências, violações dos direitos humanas e desordem pública.


A ACNUR estimou que este número continuou a aumentar nos primeiros meses de 2024, atingindo os 120 milhões de refugiados no final de abril de 2024.


Na verdade, o número de pessoas refugiadas tem aumentado todos os anos, durante os últimos 12 anos. E os principais motivos que espoletam estes resultados relacionam-se com os conflitos no Sudão, em Gaza e em Myanmar, assim como o fracasso na resolução de conflitos que já perduram no tempo.


Qual é a temática deste ano?


Este ano, o Dia Mundial do Refugiado concentra-se na resiliência das pessoas refugiadas face às alterações climáticas, destacando as suas ações na linha da frente da crise climática e a procura por soluções sustentáveis. Debater as alterações climáticas como motivo de deslocamento forçado é fundamental para quebrar o ciclo frequentemente esquecido e encontrar soluções duradouras.


pessoas refugiadas num comboio

 

Como podes ajudar os refugiados?


O primeiro passo para ajudar os milhares de pessoas que fogem à procura de abrigo e segurança é abrir os nossos braços e corações recebendo-as sem qualquer julgamento ou preconceito. Porventura, existem ainda algumas ações que podes fazer para melhorar e acalmar os corações destas pessoas:


  • Doação pontual


Lembra-te que 120 milhões de pessoas precisam urgentemente de ajuda. Um donativo é uma das formas mais eficazes de ajudar estas pessoas e as suas famílias.


  • Doação regular


Ao tornares-te um doador regular, contribuis mensalmente para emergências humanitárias e soluções duradouras.


  • Associação a organizações de voluntariado


Procura uma organização que vá ao encontro dos teus valores e sê voluntário. Doa o teu tempo para ajudar quem realmente precisa.


No Dia Mundial do Refugiado, mais do que nunca, é essencial lembrar que agir é urgente. Cada ação, por mais pequena que seja, pode fazer a diferença significativa na vida daqueles que procuram apenas uma coisa: segurança.


Porque, mais uma vez, hoje são eles, amanhã podemos ser nós.


Recentemente, a fundadora da Solo Adventures, Joana Feliciano, deu uma entrevista ao programa “A minha geração” onde abordou temas urgentes como as emergências humanitárias e o voluntariado. Não deixes de espreitar o programa e inspira-te na sua missão.



assinatura da Sonhadora Praticante Vanessa Miranda

 

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page