top of page

Meraqi: Quanto tempo investimos em nós?

Atualizado: 28 de nov. de 2022

Hoje em dia perdemos a conta ao número de estrangeirismos presentes no nosso dia-a-dia. Quer os usemos quer não. A verdade é que eles sempre estiveram presentes na língua portuguesa, como por exemplo; dossier, clip, post-it. Essencialmente material de escritório… E no que toca a material humano? Matéria humana? O termo mindset não é de todo desconhecido do comum português e muito certamente já todos o ouvimos. Ou iremos ouvir, pelo menos uma vez na nossa vida. Com certeza já participaram de uma conversa em que alguém se justificou com “tenho este mindset” ou “devias alterar o teu mindset”. Hoje trago-vos mais um termo: Meraki e com ele um projecto cujo o mindset garantidamente, após o apresentar, irá valer a pena abraçar.



O termo remonta aos gregos. Meraki tem na sua essência fazer algo com paixão, alma e criatividade. Incentiva a que coloquemos toda a nossa devoção em tudo o que fazemos.

O projecto Meraqi tem como bases inspirar mudanças positivas e consistentes, através de recursos e metodologias de desenvolvimento pessoal, que gerem felicidade e energia de sucesso, em pessoas e empresas. O rosto por de trás deste mindset é o de Núria Mendoza.

Sobre o projecto Meraqi



Foi em 2017, 10 anos após iniciar a minha carreira profissional na área do desenvolvimento humano como coach e formadora freelancer, que senti um forte apelo para criar a minha própria marca e empresa.



Queria dar-lhe um nome diferenciador e que representasse a missão e os valores que queria transmitir. Durante vários dias fiz pesquisas na internet para encontrar o nome ideal. E eis que de repente encontrei a palavra que ressoou em mim - MERAKI. A palavra tem origem grega e não tem um significado ou tradução únicas.


Os gregos modernos descrevem-na como o ato de deixar um pedaço de si, da sua alma, criatividade e amor no seu trabalho. É aplicada às tarefas, geralmente de carácter mais criativo, que devem estar conectadas ao fazer com prazer. À medida que explorava a terminologia mais me identificava com ela e com o que fazia no meu dia a dia de trabalho.


Não conseguia imaginar-me a viver sem paixão, sem devoção e sem presença. Não conseguia imaginar-me a trabalhar sem entusiasmo, sem entrega, sem alma e sem amor. Naquele momento percebi que queria ser Meraqi a tempo inteiro. Que já o era no meu trabalho, mas que talvez ainda não tivesse desenvolvido essa atitude na minha vida pessoal.

A palavra Meraqi despertou em mim a ânsia de a vivenciar, ao dar formação, nas sessões de coaching, quando fosse ver um teatro e até mesmo quando tomava o meu café. Não conseguia deixar de pensar nela e no quanto a sua presença na minha vida poderia ser diferenciadora. E quantas pessoas não iriam desejar e beneficiar de ter também esta atitude. De ser Meraqi nos seus trabalhos, nos seus vários papéis e acima de tudo na sua vida.




Naquele momento decidi que este ia ser o nome da minha marca mas também o meu projeto de vida pessoal e profissional. E assim foi, a minha jornada Meraqi começou. Naquele momento assumi um compromisso comigo mesma:




Ser o melhor de mim em tudo o que faço, nas grandes e nas pequenas coisas da vida!

Depois de escolher a palavra, peguei num guardanapo de papel e numa caneta e comecei a rabiscar, sem saber muito bem o que ia sair dali, mas com a intenção de arrumar a minha bagagem de conhecimentos adquiridos. Apesar de estar a iniciar um projeto novo, sentia um misto de entusiasmo e frustração. Entusiasmo por estar a realizar um sonho de vida, o de ter o meu próprio negócio e frustração associada ao não saber muito bem como aplicar na minha vida e na dos meus potenciais clientes todo o conhecimento que tinha.


Queria criar algo novo, consistente, inspirador que me ajudasse a conectar com a melhor versão do meu EU por um lado e que pudesse ser ensinado, para que outros

pudessem também aplicá-lo nas suas vidas - queria criar um modelo, uma estrutura, um processo de self coaching. Foquei-me, respirei fundo e de forma intuitiva comecei a desenhar num guardanapo o nome com o qual tinha registado a minha empresa: MERAQI.




Não sei muito bem como aconteceu, mas sentada naquela esplanada perto do mar, dei por mim a olhar para um guardanapo de papel e ter nas mãos algo genial. De repente a palavra MERAQI, deixou de ser apenas uma palavra e nasceu um modelo de desenvolvimento pessoal. A cada letra da palavra MERAQI atribuí um conceito relevante do meu desenvolvimento pessoal e transformei-a num método de Auto Coaching de 5 passos. M de Mindset; E de Estado Emocional, R de Recursos, A de Ações que na sua harmonia permitem o alcance do Sucesso e Felicidade inerente à individualidade de cada pessoa.


Baseia-se na premissa que o melhor tempo do mundo é o que investimos para despertar e conectar com a nossa melhor versão.

O meu nome é Núria Mendoza e esta é a breve história de um sonho tornado realidade, um sonho que começou por ser só meu e que gradualmente se tem tornado uma missão de vida e uma comunidade de pessoas focadas em serem o melhor de si todos os dias.



Ainda curios@ sobre o projecto Meraqi?

👉Podes saber muito mais nas suas redes sociais aqui.


Sentiste empatia por esta história? A Sofia está disponível para receber e responder a todas as questões, curiosidades e/ou sugestões.

Envia-nos um email para geral@soloadventures.pt e nós fazemos chegar-lhe a mensagem.



A Meraqi é parceira da Solo Adventures mas tu também podes ser! 🤝 Conhece as vantagens e torna-te parceiro aqui














0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page