Soraia Sequeira, quando nos aprendemos a desenvolver com as ferramentas certas

Soraia Sequeira, quando nos aprendemos a desenvolver com as ferramentas certas

Atualizado: Mai 20

Não nascemos a saber de imediato quem somos, o que queremos e o que querem de nós. Vamos aprendendo mesmo que com alguns trambolhões pelo caminho. É a vida! - não é isso que dizem?

A Soraia Sequeira tem juntado ferramentas para se desenvolver para assim poder ajudar no desenvolvimento dos de mais.


Sinopse de como nos conhecemos

Cruzei caminho com a Soraia nas redes sociais e foi por lá que começámos a conversar. Daí foi um pequeno salto para avançarmos para esta partilha valiosa e outras colaborações. Começámos a delinear alguns workshops para Maio 2020 mas o Covid19 trocou-nos as voltas mas não o espírito, por isso lançámos o Workshop "Auto-Conhecimento & Points of You ®" online/ e-learning para o dia 6/06 das 10h às 13h- vê mais detalhes aqui e garante a tua inscrição aqui pois temos vagas limitadas.


Sinopse sobre a Soraia

Na véspera de São Valentim daquele ano de 1987 nasceu Soraia Sequeira na cidade de Lisboa.

Quem lhe escolheu o nome foi a sua avó Odete em homenagem à rainha do Xá da Pérsia (Soraya Esfandiary-Bakhtiari).


Veio ao mundo como aquariana apaixonada por astrologia, pelo som do mar e a música dos pássaros. Nessa altura ainda não sabia que ia acabar por adorar tanto sorrisos genuínos assim como abraços e olhares profundos. Não sabia ainda que ia ser irmã mais velha de duas pessoas e que receber amigos na sua casa seria algo que a deixasse tão feliz.


Quando abriu os olhos e viu o mundo não sabia ainda para o que estava guardada, mas sempre sempre se sentiu "crente e humana" e como tal quis procurar o porquê, o propósito e alcançar a tomada de consciência.


Foi crescendo entre experiências:


Em 2006 entrou em Marketing Turístico na Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Politécnico de Leiria de onde se licenciou em 2010. Desde então, certificou-se em coaching profissional em fevereiro de 2019, MASTER de Programação Neurolinguística (PNL) e também se encontra a estudar Psicologia Transpessoal com Constelações Familiares & Hipnose.


Desde 2016 que começou a explorar a astrologia, sendo apaixonada pela troca de experiências via nesse mundo uma ferramenta de desenvolvimento pessoal excecional e tem sido para si o propósito maior o seu autoconhecimento. Ela reconhece que "há mitos e preconceitos associados à Astrologia, principalmente se considerarmos que o que vem escrito nas ‘revistas cor-de-rosa’ é válido. Porém, se tivermos uma mente aberta, e nos quisermos alinhar com o nosso propósito de vida, aconselho vivamente a darem uma oportunidade a esta ferramenta poderosíssima".


Ao nível profissional esteve envolvida em projetos variados, começando pela Jerónimo Martins e durante 5 anos colaborou como Business Manager na área de outsourcing Tecnologias de Informação (TI) na empresa Rumos, acredita que esta experiência lhe permitiu conhecer distintas características das personalidades humanas e reforçou o seu interesse em trabalhar com as pessoas na descoberta das suas melhores versões.


Após anos na área comercial, resolveu aventurar-se pelo empreendedorismo e começou a organizar workshops desde 2019, para cerca de 12 pessoas, pois acredita no potencial dos ambientes mais intimistas. Desde de janeiro de 2020 dedica-se a 100% à facilitação de processos de desenvolvimento pessoal, ao despertar de consciências, sendo o seu foco despertar consciências, promover a descoberta da melhor versão das pessoas que a procuram.


Com os anos de experiência foi apercebendo-se de algo que detesta: "a falta de humanidade que existe em algumas empresas, onde se erguem bandeiras de igualdade, felicidade e orientação aos colaboradores e infelizmente constatamos que é tudo conversa da treta porque no final do dia são os números do excel que ditam regras". Atualmente faz voluntariado no projeto Nuvem Vitória – contar histórias a crianças hospitalizadas


Hoje enquanto Heart-Coach exerce o seu propósito através "do Coaching e de workshops desenhados à medida facilita processos de tomada de consciência. O propósito maior é garantir que quem chega até si (re)descubra os seus dons e assim possa viver mais alinhado com o coração".

Se gostaste do que leste conhece mais sobre o teu trabalho e conselhos nos seus artigos no Sapo lifestyle.

Conhece mais sobre o seu processo de autoconhecimento nesta entrevista no Vida Macro:

Aproveita também as dicas que ela deixou no Programa da Cristina sobre como combater uma das maiores pragas do século XIX, o stress: AQUI (10min. 20seg)

Algumas dicas que vais aprender:

- meditação

- prática da gratidão

Segue o seu caminho de autoconhecimento e conteúdo:


Vamos ter o Workshop "Auto-conhecimento & Points of View®" com a Heart-Coach Soraia. As vagas são limitadas por isso agarra o teu lugar! Mais informações aqui e inscrições aqui.


Lições de vida

- da Soraia para nós-

1. Sempre me senti muito distante das pessoas, excluída dos grupos, sentindo uma necessidade gritante de pertencer, dos ‘5 aos 15’ este sentimento vivia em mim de forma muito presente.

Hoje, com 33 anos de idade, ganhei distanciamento da emoção associada a este lugar que vivi em criança/adolescente. Com este distanciamento percebi que nada é pessoal, que somos sempre nós que podemos mudar o filtro dos nossos olhares sobre as pessoas, circunstâncias, acontecimentos. Sempre fui eu própria que me exclui, que não me valorizei, então, este poder está ao nosso alcance.

2. Por volta dos 11/12 anos descobri que o pai que sempre conheci era afinal adotivo, o que me fez desligar o botão do coração, impossibilitando assim que a maioria das pessoas se aproximasse de mim. Como podem acreditar, a tomada de consciência de uma verdade, que deixa de ser num abrir e fechar de olhos, em qualquer fase da vida tem um grande impacto. Era uma criança e, em minha defesa, protegi-me desligando um botão emocional, não me permitindo cobrar nada a ninguém. Hoje sei que cobrar algo a alguém não é de facto um caminho harmonioso, pois também sei agora que todos fazemos o que podemos, a cada instante: com as ferramentas, com os recursos, aos quais temos alcance. Nunca cobrei, por instinto e opção, mas desliguei-me de um lugar emocional, e felizmente resgatei este lugar através desta descoberta pessoal e espiritual, que tenho percorrido com pessoas tão gentis.

3. Fui perseguida por uma pessoa, na minha adolescência, através de mensagens intimidantes e abusivas. Mais do que bullying, era de um comportamento atroz que se tratava. Influenciou imenso o meu nível de confiança no outro, pois o medo era real. De um lugar de medo, de não poder controlar nada, afastei-me de todas as possibilidades que me podiam (na minha perspetiva na época) magoar, enganar ou prejudicar. Afastei-me do outro, e hoje, bem sabemos e este recolhimento obrigatório também reforça, que só através do outro - que nos espelha - podemos evoluir, criar sinergias, ser pontes. Uma vez mais, nesta altura, optei por me isolar em mim, nas minhas crenças, e, ainda assim, não recorri à violência, à vingança pois este estados não se coadunam com a minha essência. Compaixão pelo lugar do outro é uma abordagem que convido para a minha vida.

4. Em 2006 tive medo de não conseguir ir para a faculdade, pela questão financeira, mas graças à bolsa de estudos que me foi atribuída durante todo o curso foi possível licenciar-me em Marketing, em Peniche. Onde vivi dias incrivelmente mágicos e outros muito horríveis. Foi uma fase da vida onde tive de lidar com o lado sombra que existe em mim. Com a crença de que não era merecedora, que não havia prosperidade na minha vida, foi com muita resistência que me candidatei. Sempre achei que não iria fazer este percurso académico, talvez porque nunca ninguém o tinha feito na família. Mas, ao mesmo tempo, havia uma mensagem interna que me dizia para tentar, arriscar, ou, simplesmente, confiar na Vida. Ir para a faculdade foi um sonho tornado realidade. Como todas as jornadas, houve desafios, e o maior de todos foi o de confiar no meu instinto, na intuição, o que me levou a afastar de pessoas que senti, na altura, não contribuírem para nutrir a minha melhor versão. Lidei com a minha sombra, com um lugar cinzento, senti-me muitas vezes sozinha e insegura e hoje sei que este lugar existe com um propósito, ao qual devemos ser gratos: a sombra permite-nos observar onde existe luz e é através desse lugar que existe em nós, um lugar de amor, de compaixão, de humildade e vulnerabilidade, que devemos agir na vida.


5. Quem acolheres ser, serás - esta é a minha assinatura, pois acredito que a cada instante temos o poder de escolher quem queremos acolher em nós. Através de um cuidado nas palavras, nos gestos, nos comportamentos, nas decisões, nos silêncios. Só nós decidimos quem queremos ser a partir das nossas atitudes, sentimentos e pensamentos.

Faz parte desta comunidade de Sonhadores Praticantes! 🚀👨‍🚀👩🏽‍🚀

Desenvolve connosco o teu auto-conhecimento, realização pessoal e profissional, assim como os relacionamentos interpessoais. Encontra o teu propósito, felicidade e inspiração! 👉 Adere à nossa comunidade Solo Adventures | Networking para a Mudança 👉 Subscreve a nossa newsletter em www.soloadventures.org 👉 Faz parte da equipa de voluntariado 👉 Participa nos eventos, formações e campanhas solidárias que vamos divulgando!

Boas Aventuras,

Joana Feliciano & Soraia Sequeira

#SoraiaSequeira #VidaMacro #stress #ProgramadaCristina #Pointsofyou #inspiração #desenvolvimentopessoal #desenvolvimentohumano #Coaching #PNL #autoconhecimento #felicidade #propósito #inspiração #SoloAdventures #SonhadoresPraticantes #realizaçãopessoal #reazliaçãoprofissional

Segue-nos

  • Spotify - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle

SONHADORES PRATICANTES

Questões? Parcerias?

geral@soloadventures.pt