top of page

Dia Mundial do Cérebro

Hoje, celebra-se o Dia Mundial do Cérebro.


E o que sabes sobre o cérebro?

O cérebro é o comando do nosso corpo. Tudo o que fazemos, o que pensamos, a nossa personalidade, as nossas perguntas e respostas, tudo isso acontece porque o nosso cérebro assim o quer.


Alguns factos curiosos sobre o nosso cérebro é que, estimam-se que existam cerca de 10 biliões de neurónios. O seu peso médio é de 1kg para a mulher e 1,1kg para o homem.

Outro aspeto curioso é que ao contrário do que se pensa, o cérebro não dói. O que dói são as meninges. Este fantástico órgão não tem terminais nervosos, ou seja, se ocorrer algum dano cerebral, só haverá dor de houver afeção das meninges.


E qual é a função do cérebro?

Ora, é simples. O cérebro tem a função de coordenar todas as nossas ações. É o cérebro que nos manda fazer as coisas, é ele que nos manda pensar, é ele que nos faz interpretar as informações que recebemos pelos sentidos da visão, audição, paladar, tato e olfato. É o nosso cérebro que nos faz respirar, que manda o nosso coração bombear sangue. É também através dele que conseguimos falar, escrever, desenhar, imaginar, memorizar.

Ele mantém-nos vivos, e por ser um órgão tão importante, existem várias áreas que o estudam, como o caso da neurologia, neurocirurgia, psiquiatria e psicologia.


Neste sentido, alguns conceitos vão surgindo em âmbitos de estudo do cérebro. Já ouviste falar de cérebro social?

De uma forma muito simples, o cérebro social é um conceito que foi criado pela neurociência e refere-se à capacidade natural de nos relacionarmos com os outros. O cérebro social é baseado na crença que existem várias áreas do cérebro que estão ligadas às relações sociais. O interesse por este conceito determina que os comportamentos socais explicam-se por meio do funcionamento do cérebro.


O funcionamento do nosso cérebro na sua relação com outros cérebros é importante durante a nossa infância e adolescência - pois é partir deste momento que estamos mais aptos para nos moldarmos às relações e aos vínculos com as pessoas.


Quando nos relacionamos com pessoas, quando falamos com elas, pensamos nelas, quando interagimos com elas, nos defendemos ou protegemos, estamos a provocar mudanças no estado interno do nosso cérebro, para que este se adapte às situações que ele entende, o que se traduz numa mudança nas redes cerebrais.


E sendo este órgão tão importante, como o podemos proteger e mantê-lo ativo?

Quando o cérebro adoece, é algo terrível, pois dá origem a doenças demenciais, como o Parkinson, Alzheimer, doenças de movimento, doenças de pensamentos, de comportamento e personalidade.


Por isso é muito importante usar e cuidar dele.

São várias as coisas que fazemos todos os dias, mas nem nos apercebemos do quão importantes são. Ler, escrever, desenhar, cozinhar, estudar, conversar, jogar jogos de estratégia, são algumas das coisas que já fazemos e que devemos continuar a fazer para exercitar o nosso órgão.

A leitura é uma grande estimuladora do nosso cérebro, por isso todos os dias, leiam um pouquinho.


Vemo-nos no próximo artigo! Até lá, podes descarregar esta publicação da Associação Solo Adventures, que procura descomplicar conceitos associados à saúde e bem-estar.








0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page