top of page

Sonhos: o potencial da mente desvendado

Por nos permitir colocar diante dos anseios, por nos inspirar e por flexibilizar os nossos pensamentos - o sonho é uma ferramenta com um potencial tremendo para melhorar a nossa saúde mental.


O ser humano passa mais de um terço da vida a dormir. Este número seria suficiente para percebermos a importância do sono. Mas há algo mais. É durante esse período de descanso que a nossa mente ganha asas. E, nalguns casos, esta expressão torna-se literal. Na base desta e de outras possibilidades, tão ou mais fascinantes, estão os sonhos.


É um facto. Sem que estejamos à espera, enquanto dormimos podemos ser tudo ou nada. Viajar no tempo e no espaço. Experienciar todo o tipo de sensações e emoções. Este é o potencial da mente. Mas o mais importante não é o conteúdo dos sonhos. É o que fazemos com ele. Passo a explicar.


O sono é quase como um processo de digestão. Enquanto dormimos, o cérebro recupera, organiza e arquiva todas as nossas memórias e desejos; falo aqui de recordações e vontades que despoletam as mais variadas emoções: medo, alegria, tristeza, raiva, entre outras. É durante esta filtragem, especificamente na fase mais profunda do sono, que se dá o encontro entre desejos e emoções; um encontro que origina histórias muitas vezes inimagináveis e carregadas, tantas outras vezes, de fantasia. São os sonhos. E são do melhor que o cérebro nos dá.


A primeira vantagem, acredito, tornou-se clara: os sonhos assumem um papel fundamental na consolidação da memória. No que respeita ao conteúdo desses sonhos, se os encararmos como autênticos laboratórios de sentido, percebemos que a nossa mente nos ajuda a conhecer e a interpretar as nossas preocupações e inquietações. Essa interpretação, por si só, é um gatilho para o autoconhecimento; para a resolução dos nossos problemas. Afinal de contas, sonhar com o que nos preocupa é um modo de encarar essas frustrações.


Também para a resolução de problemas, os sonhos poderão ser uma verdadeira fonte de criatividade. Ao permitir identificar os assuntos que, num determinado momento da nossa vida, são relevantes (pelas mais variadas razões), impulsionam-nos a refletir sobre esses temas, pelo que seremos mais capazes de encontrar as melhores soluções para resolvê-los.


Por todos estes motivos - por nos permitir colocar diante dos anseios, por nos inspirar e por flexibilizar os nossos pensamentos - o sonho é uma ferramenta com um potencial tremendo para melhorar a nossa saúde mental. É que, recordem o que disse, se não sonharmos, não digerimos; não digerimos as nossas emoções e as nossas recordações. E, obviamente, não queremos enfrentar nenhuma indigestão psicológica.














0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page