top of page

Obesidade Mental

A obesidade é um problema global que tem recebido uma atenção considerável nas últimas décadas. Mas existe uma forma de obesidade que tem crescido de forma galopante e que por ser menos “visível”, mas nem por isso não menos preocupante, tem acabado por passar despercebida: a obesidade mental.


Mas afinal o que é a Obesidade Mental?


A obesidade mental caracteriza-se por um acúmulo excessivo de preocupações, stress e pensamentos negativos na mente de uma pessoa. Assim como a obesidade física pode levar a uma série de problemas de saúde, a obesidade mental também pode ter consequências sérias, afetando o bem-estar emocional e mental de uma pessoa.



women in mountain sun
















Principais causas da Obesidade Mental


  • A exposição excessiva a informações através dos dispositivos eletrónicos e das redes sociais


A sobrecarga mental que decorre de uma exposição excessiva a informações diariamente faz com o cérebro esteja exposto a mais informações do que consegue processar.


  • FOMO (Fear of missing out)

O FOMO é um termo que descreve a ansiedade ou preocupação que algumas pessoas sentem ao pensar que estão a perder experiências interessantes, eventos sociais ou oportunidades, especialmente quando vêem que outras pessoas estão a aproveitar essas experiências em redes sociais. Este medo faz com que as pessoas estejam constantemente conectadas e que tenham dificuldade em se desligar.


  • Consumo excessivo de conhecimento


Cada vez mais existe uma pressão que é passada pelas redes sociais de que é necessário estarmos sempre em constante actualização de conhecimentos. E embora seja de facto cada vez mais importante a actualização de conhecimentos a realidade é que à velocidade que a evolução das coisas ocorre aumenta também a “pressão” para procurar mais conhecimento e mais grave a sensação de que nunca se sabe o suficiente.


Essa procura por cada vez mais conhecimento quer seja através de livros, cursos, formações leva a que aumente o nível de ansiedade, torna-se uma procura sem fim e mais grave do que isso, o cérebro como não tem tempo de processar e assimilar de forma adequada essa informação ocorre um bloqueio no momento de colocar em prática esse conhecimento e a pessoa não consegue aplicar tudo o que aprendeu e começa a procurar mais conhecimento.



Consequências da Obesidade Mental


A obesidade mental pode ter uma série de consequências negativas para a saúde e o bem-estar emocional, incluindo:


1. Problemas de Saúde Mental:

A obesidade mental está frequentemente associada a condições como ansiedade, depressão, transtorno de estresse pós-traumático e outros distúrbios psicológicos.


2. Impacto nas Relações Interpessoais:

O excesso de preocupações e stress pode prejudicar relacionamentos pessoais e profissionais, levando ao isolamento social e à solidão.


3. Desempenho Cognitivo Reduzido:

Uma mente sobrecarregada pode ter dificuldade em se concentrar, tomar decisões e resolver problemas, o que pode afetar negativamente o desempenho académico e profissional.


4. Problemas de Saúde Física:

O stress crónico como já foi provado pela medicina pode aumentar o risco de uma série de problemas de saúde física, incluindo doenças cardiovasculares, diabetes e o comprometimento do sistema imunológico.



Como podes combater a obesidade mental?


Existem várias estratégias que te podem ajudar a combater a obesidade mental e promover um estado de bem-estar emocional e mental:


1. Prática de Mindfulness e Meditação:

A prática regular de mindfulness e meditação pode ajudar a acalmar a mente e reduzir o stress e a ansiedade.


2. Estabelecer Limites Saudáveis:

É importante aprender a dizer não e estabelecer limites saudáveis em relação às tarefas externas e às próprias expectativas.


3. Procurar Apoio Profissional:

Se os sintomas de obesidade mental estiverem a interferir significativamente na tua vida diária, é importante procurares ajuda de um profissional de saúde mental qualificado.


4. Estilo de Vida Saudável:

Manter um estilo de vida saudável,com uma dieta equilibrada, exercícios regulares e sono

adequado é algo sobrevalorizado mas que te ajuda a reduzir o stress e a promover o teu bem-estar mental.


Em conclusão, a obesidade mental é um problema sério que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Reconhecer os sinais e sintomas precoces e procurar ajuda quando necessário é fundamental para prevenir e tratar esse problema que muitas vezes cresce de forma silenciosa.


Promover um diálogo aberto sobre saúde mental e adoptar estratégias de autocuidado pode ajudar a combater a obesidade mental e promover um estado de bem-estar emocional e mental duradouro.


Reconheces estes sinais no teu dia a dia?




Comentarios


bottom of page